• vereadormessias.blogspot.com
  • Prestando contas à população
  • Em prol de uma Tibau do Sul sustentável
  • Fazendo um mandato cidadão
  • Fale conosco: ver.messias@yahoo.com.br

13 de mai de 2011

Professores de Tibau do Sul fazem paralisação

Professores em passeata pelas ruas de Pipa (foto: Adaebson Santos)
Seguindo o calendário nacional, os professores das escolas municipais de Tibau do Sul aderem à paralisação do dia 11 de maio, evento que acontece simultaneamente em todo Brasil com o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE.

Em Tibau do Sul o sindicato da categoria reuniu-se na Escola Municipal Vicência Castelo, no distrito da Praia da Pipa, onde o evento contou com a presença de membros do diretório estadual e local do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN - SINTE/RN e com a maciça presença de aproximadamente 60 professores da rede municipal de ensino, onde os mesmos reivindicam por reajuste salarial, aplicação da lei do piso salarial, melhores condições de trabalho e a aprovação do Plano de Nacional de Educação.

Uma das reivindicações atuais da categoria no município, segundo o presidente do núcleo local do SINTE/RN, Pedro Jancleber, é que a prefeitura não efetivou o reajuste de 15,85% aos professores a partir do mês de janeiro deste ano, como estava previsto em lei.  Jancleber ainda ressalta que a prefeitura afirma que tem dinheiro, que a verba foi depositada, porém não determina uma data para o pagamento. Ele alerta que a categoria pressionará o executivo para que o mesmo estabeleça uma data para que seja efetuado pagamento, caso contrário, o sindicato mobilizará junto aos professores e pais de alunos uma manifestação em praça pública em prol da educação.  

Cynara Gomes, professora e membro do sindicato, afirma que a mobilização é totalmente legal do ponto de vista jurídico “Nossa mobilização é autorizada, aprovada e divulgada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE. e mesmo nosso movimento estando amparado dentro das conformidades da lei, nos últimos dias, o secretário municipal de educação, divulgou pessoalmente, assim como através de dirigentes escolares, que seriam punidos com falta, e descontado na folha de pagamento, os professores que aderissem ao movimento” diz, a professora.

Ela ainda argumenta que os dirigentes estaduais do SINTE/RN expuseram que a ausência do profissional em educação da sala, devido a um movimento decidido em assembléia, legalmente não se delibera como falta injustificada, propondo inclusive reposição na carga horária anual, que consta de 200 dias letivos, para não caracterizar prejuízos aos discentes. Portanto esta ausência não poderá ser retirada da folha de pagamento, podendo a categoria recorrer ao Ministério Público o ressarcimento moral e financeiro.


Alerta para realização de greve

Cynara Gomes - Ficou decidido que, se a Secretaria Municipal de Educação – SEMEC. não se posicionar enviando à Câmara Municipal até 31/05 as reivindicações deliberadas na última assembléia, com relação ao repasse do aumento do Governo Federal de 15,85%, retroativo a jan/2011, no dia 1º de junho tiraremos um indicativo de greve.


Retenção de repasse ao sindicato

Cynara Gomes - O repasse de 1% que está sendo retirado de nossa folha de pagamento há meses, ainda não fora depositado na conta do SINTE/RN (Estadual) e, portanto sem retorno ao Núcleo Sindical do nosso município, sendo mais um indicativo de como a SEMEC está tentando desarticular o movimento local, entretanto o SINTE/RN Estadual propôs,  à Secretaria de Educação, que o depósito dos últimos meses seja realizado até a próxima sexta-feira, 13/05, haja visto que a retirada está sendo efetuada, e assim caracterizado como apropriação indébita (ou indevida) como reza em termos jurídicos.
   

Informar e mobilizar à sociedade

Cynara Gomes - Fora concluído o movimento, com a proposta de repassarmos à comunidade as nossas dificuldades profissionais, como também o nosso próximo encontro, que será na localidade de Bela Vista, na escola municipal daquela localidade a partir das 14:00h.

Durante a programação da mobilização foi realizada uma passeata pela principal avenida de Pipa indo até a Praça do Pescador. O ato chamou a atenção de moradores e turista que reforçaram junto aos professores o clamor por uma educação de qualidade. 


Fotos


Reunidos em assembléia
Concentração em frente a Escola Municipal Vicência Castelo
Professores tomam as ruas de Pipa
Concentração na Praça do Pescador


Vereador Manoel Messias::::Câmara Municipal de Tibau do Sul/RN